Comentários finais sobre o INOVApps 2015 e meu projeto enviado este ano

Olá galera!

As inscrições para o INOVApps 2015 acabaram dia 28, então eu vou fazer alguns comentários finais sobre ele. Primeiro, queria agradecer aos vários comentários à nossa postagem anterior. Fico feliz de saber que tanta gente tem interesse nesse concurso, e em fazer do nosso blog um lugar para discussão sobre o concurso. Segundo, queria agradecer também ao Raphael Dias que linkou a postagem no Produção de Jogos, e todo o pessoal de lá que colaborou para a discussão. Valeu o/

Se você não conhece o concurso e não sabe do que eu tô falando, veja o post anterior aqui

Mudanças nas regras do Edital em relação ao ano passado
Muita gente comentou, a maioria incomodada, sobre as mudanças que ocorreram no edital desse ano. As principais foram:

  • Mudança do número de premiados (ano passado eram 25 jogos e 25 aplicativos; esse ano mudaram para 100 premiados, sem distinção entre jogos e aplicativos)
  • Mudança na premiação (caiu pela metade)
  • Adição de novos tópicos no GDD/Documento Técnico (como por exemplo: Arquitetura da Informação, Checklist de Funcionalidades)
  • Adição da obrigatoriedade de um vídeo do protótipo do jogo/aplicativo rodando

Pelo que eu ouvi/conversei, muita gente deixou de participar do concurso pelo trabalho extra que os novos tópicos requisitaram, em especial o vídeo do protótipo. Nós mesmos da Supernova sentimos que foi complicado terminar os projetos a tempo, com os novos tópicos e a necessidade de fazer protótipos.

No entanto, eu acredito que essas mudanças, no geral, foram positivas. Um projeto mais bem estruturado e exigente requer mais dos proponentes, e eleva o nível da competição, e consequentemente dos aplicativos gerados. A queda do prêmio é claro que pode desagradar, a uma primeira vista, mas o aumento do número de premiados compensa por isso. Na prática, eles estão dividindo mais os investimentos (lembrem que o objetivo do concurso é fomentar a produção de jogos e aplicativos nacionais), então eu vejo a mudança como algo positivo.

Menor quantidade de inscritos?
Não consigo confirmar com certeza qual foi o número de inscritos este ano, mas segunda-feira 24, 4 dias antes do término do prazo de inscrições, o Ministério de Comunicações publicou no site que somente 323 projetos haviam sido inscritos até então, sendo 243 de aplicativos e 80 de jogos. No ano passado, foram 2.464 inscrições no total. Um leitor do nosso post passado, Gustavo, comentou que ano passado foram 1.500 inscritos só no último dia.

Assim sendo, não tenho como confirmar com certeza, mas acredito que possa ter tido uma quantidade muito próxima, ou até mesmo menor de inscritos que no ano passado. Considero isso compreensível, já que houve um aumento no esforço necessário para submeter um projeto, cumprindo todos os requisitos.

Minha experiência  com o concurso este ano
Este ano eu participei de duas propostas de jogos: uma delas eu produzi com dois amigos, e a outra, praticamente sozinho. Foi bem intenso, tive que trabalhar focado só nestes projetos por vários dias, e ainda tive que fazer de tudo no meu projeto “solo”.

Umas das principais dificuldades que eu tive foi conciliar o trabalho entre os dois projetos. Trabalhar num projeto como esses exige um grande foco no jogo e um bom planejamento, entçao foi um grande desafio trabalhar em dois ao mesmo tempo. Assim que nós terminamos o primeiro e enviamos (foi o que fiz em equipe) e eu pude me focar 100% no meu solo, eu senti que as coisas começaram a fluir muito mais naturalmente.

Foi uma grande ajuda também utilizar a engine do nosso jogo anterior Carcará – Asas da Justiça para fazer o protótipo do meu projeto solo. Teria sido um custo enorme fazer do zero, e com certeza também não teria ficado com a qualidade do código da engine do Carcará.

Muita gente tem curiosidade e pede pra ver o material que eu enviei para o concurso, então vou mostrar o vídeo do meu projeto solo:

É um visual novel com elementos de simulação onde você joga com um deputado federal 🙂

E vocês, o que acharam do INOVApps 2015? Conseguiram terminar seus projetos a tempo e enviá-los? Estão chateados com a diminuição da premiação? O que acham da ideia do meu projeto para esse ano?

Comentem tudo aqui em baixo e vamos continuar a discussão. 🙂

– Edit 31/08, às 01:07 –
Pessoal, dando uma pesquisada sobre o INOVApps no youtube, encontrei esta playlist que documenta uma palestra de uma das suas coordenadoras (pelo que eu entendi). Notem que a palestra é do ano passado, sobre a edição anterior do INOVApps. Muito interessante darem uma olhada, e aprenderem um pouco mais sobre como os organizadores pensam, e o que buscam. As dicas podem servir para a próxima edição do concurso. Dêem uma olhadinha:

https://www.youtube.com/watch?v=6_9AqBDVBFA&list=PL7jHqv5eOMjJ8IpyaDyMYuJ91ixl-sSuO&index=1

42 comments to “Comentários finais sobre o INOVApps 2015 e meu projeto enviado este ano”

You can leave a reply or Trackback this post.
  1. Eu realmente desiste pelo fato de conciliar meu trabalho formal com esse projeto, acabou q fiquei apertado nos 2 projetos e não consegui mandar. É preciso focar no projeto para fazer bem feito e valer o esforço, ja que é tão burocratico.

    • Eu entendo completamente, Tarcisio. No caso do Carcará, ano passado, nós fizemos o projeto todo em modo berserk durante um final de semana e mais umas poucas noites. Nada fácil conciliar as coisas.

      Uma alternativa seria já ir preparando alguma coisa e mandar no ano seguinte, com mais calma.

  2. Olá,

    Consegui enviar o meu no ultimo dia, tive muito dificuldade para enviar o video de prototipo, mas no final deu certo, acho que o ponto mais forte da minha proposta foi o planejamento, dediquei muito tempo no planejamento do que execução, para executar de forma mais assertiva possivel, uma breve sintese da minha proposta de jogo: Explore o mundo imaginário de Pedro enquanto ele enfrenta grandes desafios em sua comunidade carente usando o conhecimento aprendido na escola. O jogo se caracteriza pelo objetivo de causar uma profunda reflexão através da releitura do ponto de vista (perspectiva) de crianças que estão inseridas no contexto social de uma comunidade carente, e conscientizar encorajando tanto educadores quanto estudantes sobre a importância da valorização da escola que frequentam e desenvolvimento do conhecimento, proporcionando a percepção do grande poder transformador que há nos estudos. O desenvolvimento dramático do enredo e os desafios serão apresentando através de ações praticas dentro do jogo, alem de ser abordados programas de auxílios sociais como bolsa-família e auxilio-reclusão. Enredo Simplificado: A Vila Nova Esperança é uma comunidade carente, situada entre alguns bairros nobres de uma grande metrópole, e conta a história do pequeno Pedro de 9 anos e as dificuldades enfrentadas no contexto social que vivem. A mãe deles se chama Maria e trabalha arduamente durante todo o dia como catadora de papel e latinhas. O pai chamado José, é servente de pedreiro, ambos cidadãos honestos que buscam uma vida melhor para a família. Devido a ausência dos pais que necessitam trabalhar durante todo dia, o pequeno Pedro frequenta a escola durante a parte da manhã e a tarde vive se aventurando em um mundo imaginário reinventando uma nova perspectiva e forma para passar o tempo diante dos desafios da vida. Pedro possui imaginação fértil e brinca de faz de conta, onde vivencia o chamado de herói que precisa encontrar um artefato que possui a solução para salvar o reino que vivem (Vila Nova Esperança) da destruição (miséria, violência e problemas sociais). O artefato se chama “Livro Perdido de Todo Conhecimento” e há resquícios dele em um outro reino distante (na escola). Apenas os mais sábios (professores) poderão ajudá-lo a encontrar e decifrar o artefato, possibilitando uma transformação positiva no reino que vive. Tem influencias de filmes como Pontes de Terabitia, O Labirinto do Fauno, Limbo, Ori, Braid, será de aventura plataforma com rpg.

    Esse é o resumo da minha proposta…. 🙂

    []´s

    Deiverson Silveira

    • Poxa cara, eu achei bem interessante.
      Claro que a sua apresentação aqui foi bem resumida/simplificada, mas parece uma ideia interessante para o jogo. As referências também achei bem legais, e bonus points por ser um jogo de temática e narrativa bem brasileiros.
      Boa sorte Deiverson 🙂

      • Obrigado! Desejo boa sorte para suas propostas tambem! Muito sucesso! Caso dê tudo errado e não seja aprovado, vou remodular a proposta (cronograma e enredo), e não será de indicação livre para todas as idades, por que pegarei mais pesado no enredo dramatico, para o inovapps tenho que tomar cuidado para manter o jogo em classificação livre, mesmo abordando temas dificeis como violencia, miseria e problemas sociais, se não der certo com o inovapps… vou planejar tentar financiamento coletivo, como kickstarter! 🙂

      • Legal Deiverson! (parece que o wordpress não permite eu responder direto no teu comentário abaixo..)
        Eu também tive que “pegar leve” na minha proposta por causa da limitação de classificação livre do INOVApps. Mas diferente do seu projeto, eu não colocarei esse projeto pra frente se não for selecionado no concurso.
        Boa sorte no seu projeto, ganhando ou não, e me mantenha informado sobre ele o/

  3. Olá,
    Esta é a minha primeira vez como participante deste concurso, agradeço pela sua página e dicas que vc disponibilizou e até trocamos uma ideia por mensagem. Parabéns pela sua análise aqui, me pareceu bastante realista. Penso que o fato de aumentar o número de participantes é um fator muito importante, porque muitas vezes há projetos de boas ideias, porém por detalhes muito pequenos acabam não sendo premiados e ficam de fora, e por outro lado projetos bem escritos, mas de conteúdos nem tão interessantes podem passar a frente destes.
    Quanto ao aumento das exigências, para quem está participando pela primeira vez, confesso que me pareceu muito normal ter de fazer protótipo, parte da documentação e arquitetura do aplicativo.
    Desta forma posso convencer melhor do objetivo e da qualidade da ideia proposta.
    Entreguei as 4h da manhã da data limite, meu aplicativo é na área da Cultura.
    Desejo uma boa sorte a todos!!

    • Legal, Tom. Fico feliz em poder contribuir de alguma forma para quem tá começando ou tentando novamente o concurso. Eu pessoalmente tenho interesse em ajudar a aumentar o nível da competição, já que eu sempre participo também.

      Eu concordo que o aumento das exigências é positivo. Ajuda a demonstrar a “capacidade de entrega” da equipe.
      Boa sorte! o/

  4. Ademilson Moreira says: 1 de setembro de 2015 at 12:48 pm

    Boa tarde Renan
    Gostaria de agradecer pelas dicas dadas que foram de grande valia para todos. Seu projeto mais uma vez está com um ótimo nível e provavelmente sejam selecionados de novo.
    Como alguns aqui, também resolvi encarar o concurso dessa vez e pra minha felicidade não tive problemas ao subir o projeto. Porém comecei ele tarde e não entreguei o documento de projeto tão detalhado. Estava preocupado com isso e com o vídeo do demo que tbm teve um probleminha, mas nada mto sério.
    Espero que todos aqui sejam selecionados 😀

    • Valeu Ademilson! Espero ter podido contribuir, mesmo que um pouquinho, para vocês e o crescimento do nível da competição. Quanto ao meu projeto, espero que tenha razão 🙂

      O mais importante é que você conseguiu terminar, cara. Tenha orgulho disso e se esforce sempre. Caso seu projeto não passe dessa vez, da próxima pode dar certo!
      E btw, ano passado nós fizemos o projeto do Carcará rapidão também (maior parte do projeto em um fim de semana) e deu certo, pode dar com você também!

  5. Ano passado nós tentamos participar, elaboramos um projeto educativo durante todos os dias de 1 mês, para crianças da pré escola, nossa documentação estava tão completa que tinha 60 paginas e acredito eu ter sido o erro, não vou afirmar, mas acho eu que eles não leram a nossa documentação por ser tão extensa e preferiram nos eliminar logo na primeira fase com desculpas que não existiam, rs. Esse ano? Preferi passar bem longe desse edital, rs.
    Não lembro direito, mas era uma equipe de 5 pessoas para analisar 2.464 projetos em uma semana, rs.

    • Mas ainda tem a fase de habilitação, o titulo da noticia la no site esta bem errado: “Mais de 900 aplicativos disputam prêmio de R$ 5 milhões”, o premio na verdade é de 50 mil, onde 20% serão retidos pelo imposto de reda, ou seja, 40 mil na verdade. Acho que a baixa adesão é o aumento da dificuldade, e a diminuição do valor do premio, fazer software ou jogos é algo caro, exige muita dedicação, estudos, tempo e equipe. E por mais que o valor de 40 mil reais seja interessante, é um valor relativamente baixo, sendo que a primeira parcela de 40% sera paga até 17/11/2015, ou seja 16 mil reais, os outros 60% só depois do entregavel em 02/05/2016, se for homologado, então você vai ter 16 mil para desenvolver o jogo inteiro, contratar pessoas, pagar equipe, pagar custos operacionais, então a diminuição do valor do premio, é uma desvalorização a categoria, e isso refletiu no baixo numero de adesão, eu fico triste pelo mercado de games brasileiro, por que a ideia era fomentar, e desvalorizando a categoria dessa forma, pagando 16 mil, retendo 10 mil do premio no imposto de renda (poderia ser isentado) foi um retroscesso, eu me esforcei muito na proposta e estou tentando me planejar como vou entregar algo de qualidade com investimento de 16 mil, ao longo de 6 meses, 16000 / 6meses, 2666 reais a media que vou precisar gastar por mês com equipe, como vou fazer algo com qualidade com orçamento mensal de 2666 para pagar os custos operacionais, softwares e principalmente equipe, pagar o artista, sound designer, game designer (o meu tempo), programador, gestor do projeto (o meu tempo), então o maior desafio não é ganhar os 40 mil liquidos, é fazer algo de interessante, de qualidade e inovação nesse interfalo de tempo com tão pouco recurso injetado, com uma media de 2666 reais para serem gastos por mês, isso se não utilizar recursos proprios. Fazer bons jogos é extremamente mais dificil que fazer qualquer aplicativo, desenvolvo aplicativos há 15 anos e sei do que estou falando! Desculpem o desabafo, eu gostaria de ter sido dobrado o numero de inscritos, o numero de premiados e o valor dos premios.

      • Eu, desde o princípio, encaro este valor como apoio e não o custo total necessário para desenvolver o projeto, então eu acho melhor que mais gente tenha acesso a este recurso, ao invés de poucos (a metade) com o investimento total (que na verdade não é tão grande assim para custear todo o projeto também). Eu acho que pensando desta forma, o valor proposto é sim suficiente para estimular a produção de aplicativos e games. Estimular é diferente de custear totalmente o projeto, no meu ponto de vista. O aplicativo que submeti espero que gere receita para a minha empresa e que gere impacto para a sociedade, e é ótimo se puder contar com um investimento de 50k sem equity!!! Onde mais você poderia conseguir um investimento a fundo perdido sem ficar endividado com banco, ou delapidando seus recursos pessoais, ou entregando parte da sua empresa?

      • é bem complicado mesmo, Deiverson. a nossa abordagem para o Carcará foi: a gente não se pagou até o fim do projeto (ficamos trabalhando de graça até receber o prêmio final, demos a prioridade a pagar os colaborades externos) e limitou o escopo e nivel de detalhamento de tal forma que os colaboradores não precisassem trabalhar muitos meses, baixando o custo do jogo um geral.

        realmente o valor poderia ser melhor. para uma empresa mais estabelecida é difícil compensar o trabalho. mas para quem tá começando (como a Supernova, ano passado), já é uma ajuda e tanto, e compensa.

  6. Olá Gustavo, entendo sua posição, mas como falei, não é 50 mil, vão reter 20% no imposto de renda, então será 40 mil… 16000 a primeira parcela (40%), e os outros 24 mil, somente depois de homologar no dia 02/05/2016, quando o projeto estiver já todo construído… então a ajuda de custo será de 16 mil para desenvolver o projeto inteiro, dividido por 6 meses se começar a atuar em 12/11/2015, você terá 24 semanas para desenvolver o seu jogo, e um orçamento para gastar 2666 em media por mês, se você não tirar dinheiro do seu bolso para bancar parte dele, e lembrando que o MC vai deter os direitos durante 2 anos, será bem complicado contratar bons profissionais com esse orçamento baixo, por que bons profissionais não são baratos, ou depender da sorte de conseguir encontrar pessoas competentes e dispostas a receber um valor simbólico no projeto. Com certeza o valor é melhor do que nada, principalmente nesse periodo de alta inflação e desestabilidade econômica.

    Você tem a media de 2666 reais por mês para dividir para toda sua equipe, é um valor baixo demais.

    Como falei para um amigo, essa alta do dollar está ótimo para quem presta serviço para fora e recebe em dollar, o mercado nacional na area de desenvolvimento de jogos está pagando normalmente um valor muito baixo, mas pelo menos há um mercado que está crescendo e promissor!

    Mas é melhor que nada, alem da projeção da sua empresa com esse projeto no portifolio.

    • Olá Deiverson, pelo que entendo o direito autoral continua do autor e você pode monetizar o projeto fora do MC. O que eles tem direito é utilizar a versão gratuitamente com atualizações sem custo por 2 anos. Na minha opinião, a expectativa do edital é que você tenha condições de iniciar um NEGÓCIO com o aplicativo ou game que irá desenvolver. Mas eu concordo que o valor é baixo para desenvolver o projeto se você considerar somente este recurso. No meu caso, eu acho que o aplicativo que submeti é muito interessante e pretendo colocar ele pra frente mesmo se não for selecionado, inclusive já sei como vou monetizar e quais clientes que quero trabalhar depois que o aplicativo for finalizado. Acredito que monetizar games deve ser bem mais difícil (na verdade não tenho ideia já que não trabalho com esta área), mas mesmo assim se a pessoa desenvolver um game e conseguir gerar receita com ele depois que o projeto acabar, aí sim acho que vale muito a pena.

  7. Outro ponto, Gustavo, o investimento não é a fundo perdido, somente a primeira parcela de 40%, que é de 16 mil, os outros 60% do valor o MC só vai entregar se eles HOMOLOGAREM o seu projeto, então não é garantido que você vá receber os outros 60% restantes. Como comentei acima, eles vão reter 20% no IMPOSTO DE RENDA, então dos 50k, vai se transformar em 40k, com a retida de 10k no IMPOSTO DE RENDA, isso tudo está no edital, você não vai receber os 40k direto, vai ser 40% até dia 17/11/2015, ou seja… 16 mil… e os outros 24k restante, SOMENTE se o MC homologar seu projeto no dia 02/05/2016….

    • O que estou me referindo a fundo perdido é que você não tem que retornar o dinheiro, ou seja, não é um empréstimo. Este tipo de financiamento é muito raro, principalmente para empresas pequenas. Se você for em um banco hoje e tentar levantar um empréstimo para financiar o seu projeto você terá muita dificuldade em levantar 10, quem dirá 40 mil, principalmente se você for pequeno, e mais principalmente ainda se você for uma empresa de software. Os bancos pedem garantias para liberar o recurso e mais uma bu(r)rocracia sem fim, e quando liberam o recurso é um dinheiro caríssimo. Isso é parte do problema de ter uma empresa de software no Brasil.

    • só pra esclarecer (ou complementar) o que você falou, Deiverson:
      é fato que eles só dão os 60% restantes depois de homologar seu aplicativo final (inclusive é exatamente pra isso que eu acredito que sirva aquele tópico “Checklist de Funcionalidades” que tinha no projeto), mas não é algo tão rigoroso do tipo: se o aplicativo/jogo não for homologado até o prazo, eles simplesmente cortam o pagamento final e você se ferra. eles listam o que está faltando no aplicativo/jogo e dão um tempo pra você corrigir e entregar tudo nos conformes.

      e tipo, caso seu projeto não seja entregue de forma alguma e você se recusar a entregar (ou seja: num caso beeem extremo), aí nesse caso tem que devolver os primeiros 40% que recebeu e não recebe os 60% finais.

  8. Minhas Googladas sobre o Inovapps sempre me trazem aqui hahaha, esse ano eu enviei 5 projetos de aplicativos, me baseei em um projeto que eu fui consultor ano passado e levou a sétima colocação, é claro adicionando os itens novos pedidos para esse ano, estou confiante (mas ansioso) com o resultado final, ano passado a disputa média foi de 48 projetos por premio, esse ano está em 9 projetos, acredito que isso ajude, mas também existem concorrentes que vem mais fortes que o ano passado por todo o know how adquirido, enfim, sorte para todos nós!

  9. Opa Galera, sou um dos ganhadores desse ano saiu resultando final dia 12/11, Aplicativo Turistando, mas estou aguardando e-mail ainda para continuar o processo, por favor se alguem ganhou, ou sabe de alguma coisa esse é meu e-mail elias.mazzocco@gmail.com ou respondam aqui. vlw

    Já tentei entrar em contato por e-mail e telefone e nada. Alguem esta em uma situação parecida?

    Att

    • Ontem mandei um email reclamando que eles copiaram e colaram o resultado preliminar, como sendo final, nem se deram o trabalho de alterar o PDF, depois que mandei mudaram lá no PDF, isso significa que TODOS recursos foram negados, de todo mundo que não concordou com a nota, eles não me responderam meu email de recurso questionando a baixa nota sendo que eu atendi os criterios…. Só uma questão gostaria de levantar, nada contra machado de assis, ou o projeto, não sei quem é o gestor, nem sei desse projeto, mas como um projeto “machado de assis completo” pode conseguir ficar em 3º lugar geral? se eu digitar machado de assis completo no google o primeiro link que dos 510.000 resultados que traz, é do machado.mec.gov.br, com TUDO DO MACHADO DE ASSIS, tem tudo lá, esta saturado na internet de informação de machado de assis, como um projeto “machado de assis completo” consegue tirar 8/10 em inovação e 7/10 de UTILIDADE PUBLICA? ahhh velho, que utilidade publica machado de assis completo vai ter na vida do cidadão brasileiro? NADA CONTRA, mas que criterios são esses? Ano que vem fazer um “carlos drummond completo” para ver se eu fico entre os 5 melhores, e ganho 4 notas 10/10 como o “machado de assis completo” ganhou…. estou muito curioso de ver se esse projeto é tão fantastico assim, na expectativa mesmo…

  10. Supernova indiegames, eu estou a espera do INOVApps 2016 mas já desenvolvi completamente o jogo que enviarei como proposta, mas nunca publiquei nem divulguei o jogo, ele ainda permanece em meu smartphone onde estou testando-o exaustivamente, já ter o jogo pronto antes de enviar a proposta é permitido? lembrando que nunca publiquei, divulguei, (alias ele só existe no smartphone (apk) e no repositório privado), caso seja permitido como deverei fazer o cronograma do documento que será enviado como proposta? devo colocar a data retroativa ?

    • Cara, eu não tenho certeza se é permitido, mas não me lembro de ter lido em algum lugar que não seria. Provavelmente não é recomendado, já que a proposta do concurso é incentivar e viabilizar a criação desses aplicativos. Recomendo dar uma lida no edital pra checar se é expressamente proibido: se não for, deve ser permitido.

      se for permitido, eu recomendaria fazer o cronograma de desenvolvimento contando a partir da data do resultado do concurso, considerando o tempo de desenvolvimento que o concurso estabelece. acredito que eles possam olhar com maus olhos um cronograma retroativo, como uma “deturpação” do concurso.

      minha dica, na real, seria não fazer isso. pouco se ganha desenvolvendo o jogo com tanta antecedência, têm-se gastos de tempo e dinheiro, e sem o prêmio pra cobrir estes gastos pode acabar sendo tudo em vão. eles não avaliam jogos prontos, mas sim projetos: portanto o que conta é um bom projeto, não o jogo final em si.

Write a Reply or Comment

Your email address will not be published.